Links do Mês #14

Paula Abrahao | BLOG - Links do Mês #14

Adeus links da semana, olá links do mês (toda última segunda-feira, ok?)! Mas vou continuar contando a partir do último post semanal mesmo, preguiça de criar uma nova tag só pra isso. :P

Fica muito mais prático para compartilhar os links bacanas dessa interwebz e, principalmente, menos repetitivo. Já sabem como funciona, né? Se você leu/fez algum post interessante e acha que todo mundo precisa ficar sabendo também, deixe o link aqui nos comentários, quem sabe ele aparece na próxima edição? :}

How to declutter your home for good [Into Mind] – Essencial para quem quer se livrar das bagunças velhas nesse novo ano. A Anuschka compartilha três fundamentos da casa (e vida) organizada, digno de fazer orgulho para nossa Monica Geller interior.

Hallgrímskirkja e sua vista [Nyr Dagur] - Recentemente a Taís realizou seu sonho de visitar a Islândia e têm feito vários posts com fotos incríveis. Vale a leitura de todos!

Como sentar ao lado de uma poltrona vazia no avião: técnicas subversivas [Chicken Or Pasta] – Eis uma arte que eu não domino. As técnicas são apenas para os de coração forte, que gostam de viver com adrenalina e não fazem questão de ter absolutamente 100% sob controle durante o planejamento de uma viagem (não é nada o meu caso, hahah). Se testar, me avisa!

5 photos that will inspire your photography this week [Hand Luggage Only] – Adoro olhar fotos incríveis e tentar me inspirar nelas de alguma forma para melhorar meu olhar fotográfico, e essa seleção é um deleite.

7 coisas que todo blog deve ter [Não Provoque] – Não basta ser linda no blog dela, agora a Loma escreve para o Não Provoque também. E já chegou com os dois pés na porta, dando dicas essenciais do que seu blog precisa ter. Vamos acompanhar as próximas aventuras dela por lá, já dá pra ver que vem coisa boa (estilo ORGblog!).

7 Projetos DIY para tentar essa semana [Katharine Padilha] – Não sou uma pessoa muito artesanal, geralmente eu tento e falho miseravelmente nessas coisas. Mas estou apaixonada pela seleção, principalmente pelos clips dourados que combinariam perfeitamente com meu escritório.

Goodies & Freebies

Tem wallpapers lindinhos no Não Me Mande Flores e no Pequenina Vanilla. Já no Teoria Criativa, uma seleção de vários calendários incríveis para imprimir e não perder nenhum compromisso em 2015 – o da Loma já está na parede do escritório me fazendo companhia.

E por aqui, o que teve de bom?

Janeiro foi um mês extremamente produtivo, acho que nunca postei tanto no blog! Teve Projeto 6 on 6 mostrando o inverno em seis países europeus diferentes, Retrospectiva em Imagens, listinha de 15 Coisas para Fazer em 2015 (sugestão do Rotaroots), dica das minhas lojas favoritas de roupas e acessórios alternativos, respondi a tag Minha Vida em 10 Músicas, e compartilhei fotos de um lindo dia de inverno cheio de névoa em Amsterdam. Ufa!

TAG: Minha vida em 10 músicas

Paula Abrahao | BLOG - Tag: Minha Vida em 10 Músicas

Fiquei louca por essa tag quando vi no blog da Celle, e qual foi a minha surpresa ao chegar no fim do post dela e ver meu nome lá, convidando pra fazer também? ❤ A brincadeira foi criada pela Bruna Vieira e a ideia é relacionar músicas a 10 momentos da sua vida. Não tem como não amar.

Uma música que te lembre um momento bom


“Our future has already been wasted by us alone / And we just let it happen and do not worry at all”
Foi difícil demais escolher uma música, mas vou com Sensorium (Epica) pois me lembra de muitos momentos bons. Lembra o segundo show que fui na vida, de quando comecei a usar o DarkDiva, da minha antiga banda, alguns amigos, todas as vezes que consegui encontrar/conversar com os integrantes da banda, todos os shows do Epica que já vi ao vivo e a alegria que eu senti quando soube que ia me mudar pra Amsterdam (a banda é holandesa!).

Uma música que defina a sua vida


“You don’t need to preach you don’t have to love me, all the time”
Que complexo, 100OR! Poderiam ser tantas (inclusive a mesma que a Celle escolheu, Shake it Off da Florence! haha), mas vou com Saturnine do The Gathering, uma música que eu amo há mais de uma década, e mais do que consigo explicar – e como criatura nascida e regida por Saturno, a melodia bate muito perto do meu coração. Esse vídeo, inclusive, é exatamente da primeira vez que ouvi essa música ao vivo pessoalmente, e nos últimos segundos dá até pra ver minha cabeça turquesa (4:40min no canto direito da tela, pra ser mais exata). Não fica melhor que isso. ♡

Uma música que te faz dançar na balada


Todas as (três?) baladas que eu fui nos últimos dois anos eram de música pop, então vamos com essa Rihanna linda em Where Have You Been. Mas vou trapacear e falar também This Charming Man (The Smiths), que eu considero simplesmente impossível de me manter parada assim que ela começa a tocar em qualquer lugar (balada, festa, rádio, parque… não importa).

Uma música que foi tema de algum relacionamento


“Trusting desire, starting to learn / Walking through fire without a burn”
Nada lembra mais o começo do meu relacionamento com o Shi do que RENT, especialmente I Should Tell You. Tem muito de nós dois em cada frase dessa letra. ❤

Uma música que sempre te faz chorar


“Then I heard your heart beating, you were in the darkness too
So I stayed in the darkness with you”

Não sei explicar o motivo, mas quanto mais eu presto atenção no ritmo e na letra de Cosmic Love, mais ela me comove. Perdi as contas de quantas vezes chorei ouvindo, sem nem precisar estar em um “dia ruim” ou qualquer coisa do tipo. Só de ouvir de novo para fazer o post, meus olhos encheram de lágrimas. What Sarah Said (Death Cab) e One Last Goodbye (Anathema) são as únicas outras duas músicas que tem esse poder.

Uma música que seria toque do seu celular


O tema de Grey’s Anatomy, Cosy in the Rocket (PSAPP),  que por sinal é mesmo o toque do meu celular há uns quatro anos. ^^

Uma música que você gostaria de tatuar


“There’s only now, there’s only here / Give in to love or live in fear
No other path, no other way / No day but today”

No Day But Today é uma das músicas mais lindas de RENT, e eu amo a sua mensagem. É triste e ao mesmo tempo passa esperança – especialmente sabendo o contexto dela no musical. Já faz anos que quero tatuar o título, mas ainda não tive oportunidade.

Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém


“It’s driven me before, it seems to have a vague haunting mass appeal”
Várias músicas me fazem querer estar perto de pessoas diferentes, mas a primeira que me veio à cabeça é Drive (Incubus), que ao mesmo tempo me faz lembrar do marido, da melhor amiga e de outros momentos especiais.

Uma música que você está viciada agora


“Days are hollow / Nights come to murder faith / I shut my eyes, I focus not to lose her sense”
Ouvi muitos artistas escandinavos ano passado, e nas últimas semanas não tenho conseguido parar de ouvir Hunting for Pearls (iamamiwhoami). Jonna Lee arrasa nos clipes do projeto também, são impecáveis.

Uma música que faz as pessoas lembrarem de você


Fiz uma enquete com os amigos e me surpreendi com as respostas: não foi nada do que eu esperava! hahahah. No final, a maioria disse Florence + the Machine (o que me deixou extremamente feliz), mas Bohemian Rhapsody e outras pérolas não ficaram muito atrás. Percebi que a maioria das músicas ditas estão associadas a momentos onde eu estava sendo ridícula, não me levando nada a sério e, consequentemente, me divertindo horrores com esses amigos, e achei tudo isso bem incrível.

Tentei não repetir bandas/cantores, mas não deu. SORRY BUT NOT SORRY! Vou intimar para responder também: Rê Vitrola, Vic (que por sinal tá fazendo um desafio de música super legal), BabsPaulo, Lolla, TaísRani e todos vocês vitoriosos que leram o post até o final. ;P

Blue Monday

Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday

Não é uma ciência exata, mas reza a lenda que esta é a segunda-feira mais triste e deprimente do ano no hemisfério norte (por isso o apelido fofo de “Blue Monday“). Amsterdam amanheceu envolta em uma névoa pesada, com zero grau no weather app e corvos cantarolando entre as árvores. Nenhuma dessas características, para mim, resultam em um dia ruim. ♡

Passei por Buitenveldert pela manhã, um bairro na região sul da cidade, e fui presenteada com canais cercados de árvores secas dignos de contos de fadas. Se arrependimento matasse, estaria a 6 feet under agora por não ter saído de casa com a câmera hoje. Mas o bom e velho iPhone + VSCOcam estão sempre aqui quando a gente precisa.

Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday Paula Abrahao | BLOG - Blue MondayPaula Abrahao | BLOG - Blue Monday Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday Paula Abrahao | BLOG - Blue Monday

And all my bones began to shake / my eyes flew open
[x]

Nunca vai existir um novo preto

Paula Abrahao | BLOG - Nunca vai existir um novo preto

A frase é lema do blog Way Gother (❤), mas poderia ser o hino de todas nós que acreditamos que preto é a melhor cor para se ter no armário. Não tem nada mais legal nesse mundo do que combinar tons de preto (preto, preto desbotado, cinza escuro, cinza mescla, cinza claro… so many opshunzzz).

Para quem passou o final da adolescência sendo chamada de Mortícia e uma vida adulta apreciando uma subcultura zombada (“nossa, você não cansa de usar preto? você não está velha demais pra isso?”), é engraçado ver essa onda de ~gótico suave~ que surgiu nos últimos meses. Não era só uma fase, e eu vivi para ver alguns ícones do estilo alternativo caírem no gosto popular. De repente, ter um visual que se assemelha remotamente à Vandinha Adams virou um sonho de consumo.

Mas não estou reclamando. Só acho curioso mesmo, e no final essas modas dão ainda mais opções de lugares para garimpar nossas roupas e acessórios. Por sinal, é isso mesmo o que vou fazer hoje: compartilhar minhas lojas desejo, aquelas que eu entro, jogo mil peças no carrinho e grito “klapaucius” mil vezes mentalmente na esperança de ficar rica e poder comprar tudo.

Paula Abrahao | BLOG - Nunca vai existir um novo preto blusa phosphorus hautextreme | legging lip service | rabo de gato intrometido jamie

hauteXtreme: opção nacional incrível para quem gosta de estampas e cortes exclusivos, com peças limitadas feitas artesanalmente em solo brasileiro. Os acessórios não são de fabricação própria (com exceção dos chokers tattoo), mas são selecionados a dedo. Tenho algumas peças da loja e adoro – ainda vem uma sacola linda e um nécessaire junto. A Rê Vitrola e a Lidia Zuin já falaram sobre a marca também, vai lá ver. ❤

Grit n Glory: dei a sorte de me hospedar na mesma rua da loja física em Nova York e me apaixonei todas as vezes que entrei ou passei na frente. GnG é uma boutique que revende algumas marcas alt, eles têm uma seleção incrível de roupas, acessórios e itens de decoração. A loja online envia para o mundo todo e é super eficiente, já comprei e recomendo.

Black Craft: foi na Grit ’n Glory que descobri essa marca, responsável por fazer minha camiseta absolutamente favorita nos últimos (quase) dois anos. AMO as camisetas deles! Além de terem estampas incríveis, o tecido é gostoso e de boa durabilidade.

Social Decay: descobri há algumas semanas e já coloquei várias camisetas na minha wishlist – os modelos raglan então, ai ai. So much black everywhere!

Lip Service: uma grande conhecida de quem adora moda alternativa. Vinil, couro fake e muita textura linda, transparência e renda pro lado darktude morrer de orgulho. A única birra que tenho com a loja é a numeração minúscula, tenho uma legging tamanho G deles que mal entra direito (e geralmente uso M). A loja online está temporariamente fora de serviço, mas dá pra conferir o Instagram da marca.

Miniminou: outra opção brasileira com uma variedade grande de roupas e acessórios. Além de vender online, a marca também disponibiliza algumas peças em coletivos (tipo o Endossa, em SP). Nunca comprei nada deles, mas já vi algumas pessoas usando por aí.

Susannah Leigh: quadrinhos bordados lindos e extremamente inspirados. Estou paquerando os de fundo preto há um tempo, só falta $$ sobrando pra trazer um pra casa.

Blood Milk: Não tem um freaking anel dessa loja que eu não tenha desejado profundamente no último ano, mas gastar $200 em um acessório ainda não faz parte da minha realidade. Um dia, um lindo dia, quem sabe.

Já conhecia alguma dessas lojas? Aceito mais sugestões! Estou evitando comprar coisas, particularmente roupas novas, mas olhar não machuca (nem dói meu bolso). :D

15 Coisas para fazer em 2015

Entra ano e sai ano, e eu nunca faço uma lista de objetivos ou coisas que eu gostaria de fazer de diferente. No fundo, acredito que não me abalo mais tanto com essa falsa sensação de recomeço que um novo ano traz (a real é que a gente pode recomeçar a qualquer momento, né?), mas é bom mudar às vezes.

Não classificaria essas 15 coisas como metas, mas sim como alguns lembretes e inspirações para reler ao longo de 2015 e tentar cumprir. Algumas delas são até pratos que eu gostaria de quebrar esse ano, pra nunca mais ver na vida.

BreakPlates

1. Não ter medo de errar (especialmente falando holandês) √ em progresso!
2. Ler pelo menos 1 livro por mês
3. Listar os filmes que ainda preciso ver, e assisti-los de uma vez por todas √ em progresso!
4. Espantar o sedentarismo e começar a caminhar
5. Gravar os vídeos e vlogs sobre Amsterdam que tenho planejados há meses
6. Ser menos ansiosa antes e durante socializações
7. Conhecer mais as cidades e países vizinhos
8. Divulgar melhor meu trabalho como cat sitter em Amsterdam
9. Me inscrever em uma aula de pole dance
10. Viajar mais e com menos recursos
11. Visitar os lugares do meu pote de ideias (mais sobre isso em breve!)
13. Fotografar mais (e melhor, e também com a analógica)
14. Ser mais paciente com os outros e principalmente comigo mesma
15. Aprender bordado e ponto-cruz √ em progresso!

Quais são as coisas que você gostaria de fazer esse ano? Quero saber! :)

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Faça parte do grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

DoisMeow&14 em Imagens

Cheguei atrasada para a retrospectiva, mas 2014 merece um revival mesmo que seja mais de uma semana depois. Esse post era pra ter saído nos primeiros dias do ano, mas o Jamie, meu gatinho gordo delícia, ficou doente sexta-feira passada e precisou passar por uma operação no domingo. Fiquei tão apreensiva e chateada que nem tive energia para rever as fotos antigas. Agora já está tudo se ajeitando, ele está se recuperando em casa e cá estou fazendo retrospectiva (e se reclamar faço duas).

Apelei para o Instagram e para as pastas de fotos antigas para recordar algumas das memórias mais doces desses trezentos e sessenta dias de aventuras como expatriada.

Janeiro

Meu primeiro mês em Amsterdam, estava deslumbrada e empolgada com tudo, apesar do frio e chuva constantes na cidade. #Lawrencing tomou conta da internet depois do vestido de J.Law no Golden Globes, e minha foto acabou compilada em alguns sites sobre o meme (sim, vergonha! hahah). Teve também cabelo turquesa pela primeira vez. #sdds

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Fevereiro

Os dias escuros e gelados começaram a fazer seu efeito, mas eu continuava encantada com tudo. Comecei o curso ultra básico e gratuito de holandês, fui para a praia artificial de Amsterdam pela primeira vez, visitei o abrigo de gatos em um barco e conheci alguns lugares que se tornaram meus favoritos logo de cara (como o Blue Café e Winkel 43).

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

 Março

Mês maravilhoso que teve show da Anneke van Giersbergen, minha cantora holandesa favorita. Pela primeira vez na vida consegui tirar fotos lindas em um show (obrigada lente 50mm e marido, que sempre me ajuda e incentiva a fotografar melhor), e elas ainda foram vistas pela Anneke. Meu coração enche de amor só de lembrar disso. ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Abril

Dias mais quentes e floridos com a chegada da primavera. Visitamos o famoso jardim Keukenhof e teve a melhor festa de rua do universo: Koningsdag (Dia do Rei). Vai todo mundo pra rua, vestido de laranja, comemorar o aniversário do Rei Willem-Alexander, vender arte e bugigangas nas calçadas, cantar, dançar, os canais enchem de barcos… já estou ansiosa esperando pela celebração desse ano.

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Maio

Assistimos dois shows fodas em Maio: Epica e Nine Inch Nails. Viajamos até Tilburg, uma cidade quase lá Bélgica, para ver o show de lançamento do álbum mais recente do Epica, e alguns dias depois do show teve Meet&Greet com os integrantes em uma loja de discos pertinho de casa. O do NIИ foi em Amsterdam mesmo, no Heineken Music Hall, e foi um dos mais incríveis que já assisti. A produção deles é impecável, o som estava perfeito e o Trent Reznor dispensa qualquer comentário. Para encerrar o mês, surgiu uma viagem inesperada para Moscou. Nunca imaginei que fosse conhecer a Rússia tão rápido assim! Ah, e foi o mês em que decidi pintar o cabelo de roxo. :3

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Junho

Teve Copa do Mundo sim, e teve muita. Foi engraçado ver os holandeses, super apaixonados por futebol, vibrando com as vitórias da seleção – e tirando sarro de si mesmos na derrota também. Junho foi o mês que perdi o casamento de um casal de amigos muito querido (maldita Copa e passagens caríssimas), onde eu e o Shi seríamos madrinha/padrinho, e pela primeira vez caiu a ficha de que vamos perder cada vez mais momentos assim, infelizmente. Os noivos fizeram nossas versões em bonequinhos de feltro e entramos na igreja junto com os outros padrinhos e madrinhas, além de acompanhar um pouco da festa por Skype. Chorei toda minha cota de lágrimas do ano inteiro nesse dia, sem a menor brincadeira. [foto do casamento por Gui Caielli]

Julho

Pela primeira vez na vida inteira eu amei um verão. Escurece só depois das 22h e a cidade muda completamente, bem diz a música (“no verão uma assanhada, no inverno uma virgem”). Está todo mundo feliz pedalando em suas bikes para todos os cantos, fazendo picnics nos parques e à beira dos canais, passeando de barco, gargalhando, tomando sol na praia e nos deques… ai ai, saudade imensa do verão em Amsterdam. Teve também show da Bianca Del Rio, ganhadora da sexta temporada de RuPaul’s Drag Race, e Lord of the Rings in Concert. ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Agosto

Foi mês de parada gay na cidade, e o tempo levemente chuvoso do dia não impediu em nada a festa. O finalzinho do verão trouxe dias lindos de temperatura amena, aproveitei muito pra explorar partes de Amsterdam que ainda não conhecia bem. Rolou o BlogDay e eu transbordei de alegria com todas as recomendações e visitas que recebi aqui. Nunca vou cansar de agradecer a vocês pelos comentários e pela companhia. Obrigada! ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Setembro

Sem dúvidas o mês mais cheio do ano inteiro! Amigos muito queridos vieram nos visitar nas três primeiras semanas do mês, e na última nós tivemos a oportunidade de voltar para São Paulo e matar as saudades de nossas pessoas e lugares favoritos – e dessa vez consegui estar presente para o casamento de uma das minhas melhores amigas, yay!

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Outubro

O outono trouxe os dias mais lindos que eu já vi, com direito a folhas amarelas e avermelhadas caídas aos montes pelas calçadas, e entardeceres espetaculares, com céu que parecia de pintura. Teve mais visitas queridas, mais passeios, mini curso de fotografia e feira/parquinho na Dam Square!

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Novembro

Em uma palavra só? Show de 25 anos do The Gathering. Também assistimos outros shows e contei tudo aqui, olha só. Rolou também exposição com as nossas fotos favoritas tiradas durante o curso de fotografia que fiz em Outubro. Nunca imaginei que algum dia uma foto minha estaria exposta em um espaço público, foi uma sensação muito boa. :)

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Dezembro

Viajamos para Colônia, trabalhei bastante como catsitter e passamos nosso primeiro natal por aqui, com direito a árvore natural trazida para casa na bike – um belo desafio! No dia 25 nos juntamos com outros brasileiros amigos e fizemos uma “ceia colaborativa” onde cada um levou um prato, foi uma delícia. No ano novo pedimos sushi em casa e perto da meia-noite fomos andando até as docas para ver a queima oficial de fogos com alguns amigos. Abrimos espumante no meio da rua, desejamos Gelukkig Nieuwjaar para desconhecidos e voltamos para casa com um sorriso no rosto e a sensação de termos superado um ano cheio de acontecimentos e emoções.

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Obviamente que não foi tudo flores em 2014. Tive muitas dúvidas, medos, tristezas e fases complicadas, mas eu gosto de filtrar e expor apenas o lado positivo. Não porque eu queira passar a visão de “omg minha vida é perfeita”, porém urubus adoram coisa podre e eu não quero alimentar mais essa negatividade nem compartilhar esses detalhes sem discriminação. Meus problemas são apenas meus, e se não compartilho nem todas as felicidades da vida, porque compartilharia as coisas ruins também, né? Já tem muita gente negativa nesse mundo, eu não quero ser uma delas.

Mesmo com os perrengues, foi um ano único e incrível. Conheci muita gente de todos os lugares do mundo (e muitos brasileiros também!), aprendi *um pouco* um novo idioma, elevei mais ainda minhas habilidades de me virar sozinha e consegui manejar minha introversão em meio as novidades. Que 2015 seja gentil para todos nós e traga muitas energias boas.

Feliz ano novo, polvos! \o/