15 Coisas para fazer em 2015

Entra ano e sai ano, e eu nunca faço uma lista de objetivos ou coisas que eu gostaria de fazer de diferente. No fundo, acredito que não me abalo mais tanto com essa falsa sensação de recomeço que um novo ano traz (a real é que a gente pode recomeçar a qualquer momento, né?), mas é bom mudar às vezes.

Não classificaria essas 15 coisas como metas, mas sim como alguns lembretes e inspirações para reler ao longo de 2015 e tentar cumprir. Algumas delas são até pratos que eu gostaria de quebrar esse ano, pra nunca mais ver na vida.

BreakPlates

1. Não ter medo de errar (especialmente falando holandês) √ em progresso!
2. Ler pelo menos 1 livro por mês
3. Listar os filmes que ainda preciso ver, e assisti-los de uma vez por todas √ em progresso!
4. Espantar o sedentarismo e começar a caminhar
5. Gravar os vídeos e vlogs sobre Amsterdam que tenho planejados há meses
6. Ser menos ansiosa antes e durante socializações
7. Conhecer mais as cidades e países vizinhos
8. Divulgar melhor meu trabalho como cat sitter em Amsterdam
9. Me inscrever em uma aula de pole dance
10. Viajar mais e com menos recursos
11. Visitar os lugares do meu pote de ideias (mais sobre isso em breve!)
13. Fotografar mais (e melhor, e também com a analógica)
14. Ser mais paciente com os outros e principalmente comigo mesma
15. Aprender bordado e ponto-cruz √ em progresso!

Quais são as coisas que você gostaria de fazer esse ano? Quero saber! :)

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Quer participar? Faça parte do grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

DoisMeow&14 em Imagens

Cheguei atrasada para a retrospectiva, mas 2014 merece um revival mesmo que seja mais de uma semana depois. Esse post era pra ter saído nos primeiros dias do ano, mas o Jamie, meu gatinho gordo delícia, ficou doente sexta-feira passada e precisou passar por uma operação no domingo. Fiquei tão apreensiva e chateada que nem tive energia para rever as fotos antigas. Agora já está tudo se ajeitando, ele está se recuperando em casa e cá estou fazendo retrospectiva (e se reclamar faço duas).

Apelei para o Instagram e para as pastas de fotos antigas para recordar algumas das memórias mais doces desses trezentos e sessenta dias de aventuras como expatriada.

Janeiro

Meu primeiro mês em Amsterdam, estava deslumbrada e empolgada com tudo, apesar do frio e chuva constantes na cidade. #Lawrencing tomou conta da internet depois do vestido de J.Law no Golden Globes, e minha foto acabou compilada em alguns sites sobre o meme (sim, vergonha! hahah). Teve também cabelo turquesa pela primeira vez. #sdds

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Fevereiro

Os dias escuros e gelados começaram a fazer seu efeito, mas eu continuava encantada com tudo. Comecei o curso ultra básico e gratuito de holandês, fui para a praia artificial de Amsterdam pela primeira vez, visitei o abrigo de gatos em um barco e conheci alguns lugares que se tornaram meus favoritos logo de cara (como o Blue Café e Winkel 43).

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

 Março

Mês maravilhoso que teve show da Anneke van Giersbergen, minha cantora holandesa favorita. Pela primeira vez na vida consegui tirar fotos lindas em um show (obrigada lente 50mm e marido, que sempre me ajuda e incentiva a fotografar melhor), e elas ainda foram vistas pela Anneke. Meu coração enche de amor só de lembrar disso. ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Abril

Dias mais quentes e floridos com a chegada da primavera. Visitamos o famoso jardim Keukenhof e teve a melhor festa de rua do universo: Koningsdag (Dia do Rei). Vai todo mundo pra rua, vestido de laranja, comemorar o aniversário do Rei Willem-Alexander, vender arte e bugigangas nas calçadas, cantar, dançar, os canais enchem de barcos… já estou ansiosa esperando pela celebração desse ano.

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Maio

Assistimos dois shows fodas em Maio: Epica e Nine Inch Nails. Viajamos até Tilburg, uma cidade quase lá Bélgica, para ver o show de lançamento do álbum mais recente do Epica, e alguns dias depois do show teve Meet&Greet com os integrantes em uma loja de discos pertinho de casa. O do NIИ foi em Amsterdam mesmo, no Heineken Music Hall, e foi um dos mais incríveis que já assisti. A produção deles é impecável, o som estava perfeito e o Trent Reznor dispensa qualquer comentário. Para encerrar o mês, surgiu uma viagem inesperada para Moscou. Nunca imaginei que fosse conhecer a Rússia tão rápido assim! Ah, e foi o mês em que decidi pintar o cabelo de roxo. :3

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Junho

Teve Copa do Mundo sim, e teve muita. Foi engraçado ver os holandeses, super apaixonados por futebol, vibrando com as vitórias da seleção – e tirando sarro de si mesmos na derrota também. Junho foi o mês que perdi o casamento de um casal de amigos muito querido (maldita Copa e passagens caríssimas), onde eu e o Shi seríamos madrinha/padrinho, e pela primeira vez caiu a ficha de que vamos perder cada vez mais momentos assim, infelizmente. Os noivos fizeram nossas versões em bonequinhos de feltro e entramos na igreja junto com os outros padrinhos e madrinhas, além de acompanhar um pouco da festa por Skype. Chorei toda minha cota de lágrimas do ano inteiro nesse dia, sem a menor brincadeira. [foto do casamento por Gui Caielli]

Julho

Pela primeira vez na vida inteira eu amei um verão. Escurece só depois das 22h e a cidade muda completamente, bem diz a música (“no verão uma assanhada, no inverno uma virgem”). Está todo mundo feliz pedalando em suas bikes para todos os cantos, fazendo picnics nos parques e à beira dos canais, passeando de barco, gargalhando, tomando sol na praia e nos deques… ai ai, saudade imensa do verão em Amsterdam. Teve também show da Bianca Del Rio, ganhadora da sexta temporada de RuPaul’s Drag Race, e Lord of the Rings in Concert. ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Agosto

Foi mês de parada gay na cidade, e o tempo levemente chuvoso do dia não impediu em nada a festa. O finalzinho do verão trouxe dias lindos de temperatura amena, aproveitei muito pra explorar partes de Amsterdam que ainda não conhecia bem. Rolou o BlogDay e eu transbordei de alegria com todas as recomendações e visitas que recebi aqui. Nunca vou cansar de agradecer a vocês pelos comentários e pela companhia. Obrigada! ❤

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Setembro

Sem dúvidas o mês mais cheio do ano inteiro! Amigos muito queridos vieram nos visitar nas três primeiras semanas do mês, e na última nós tivemos a oportunidade de voltar para São Paulo e matar as saudades de nossas pessoas e lugares favoritos – e dessa vez consegui estar presente para o casamento de uma das minhas melhores amigas, yay!

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Outubro

O outono trouxe os dias mais lindos que eu já vi, com direito a folhas amarelas e avermelhadas caídas aos montes pelas calçadas, e entardeceres espetaculares, com céu que parecia de pintura. Teve mais visitas queridas, mais passeios, mini curso de fotografia e feira/parquinho na Dam Square!

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Novembro

Em uma palavra só? Show de 25 anos do The Gathering. Também assistimos outros shows e contei tudo aqui, olha só. Rolou também exposição com as nossas fotos favoritas tiradas durante o curso de fotografia que fiz em Outubro. Nunca imaginei que algum dia uma foto minha estaria exposta em um espaço público, foi uma sensação muito boa. :)

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Dezembro

Viajamos para Colônia, trabalhei bastante como catsitter e passamos nosso primeiro natal por aqui, com direito a árvore natural trazida para casa na bike – um belo desafio! No dia 25 nos juntamos com outros brasileiros amigos e fizemos uma “ceia colaborativa” onde cada um levou um prato, foi uma delícia. No ano novo pedimos sushi em casa e perto da meia-noite fomos andando até as docas para ver a queima oficial de fogos com alguns amigos. Abrimos espumante no meio da rua, desejamos Gelukkig Nieuwjaar para desconhecidos e voltamos para casa com um sorriso no rosto e a sensação de termos superado um ano cheio de acontecimentos e emoções.

Paula Abrahao | BLOG - 2Meow&14 em Imagens

Obviamente que não foi tudo flores em 2014. Tive muitas dúvidas, medos, tristezas e fases complicadas, mas eu gosto de filtrar e expor apenas o lado positivo. Não porque eu queira passar a visão de “omg minha vida é perfeita”, porém urubus adoram coisa podre e eu não quero alimentar mais essa negatividade nem compartilhar esses detalhes sem discriminação. Meus problemas são apenas meus, e se não compartilho nem todas as felicidades da vida, porque compartilharia as coisas ruins também, né? Já tem muita gente negativa nesse mundo, eu não quero ser uma delas.

Mesmo com os perrengues, foi um ano único e incrível. Conheci muita gente de todos os lugares do mundo (e muitos brasileiros também!), aprendi *um pouco* um novo idioma, elevei mais ainda minhas habilidades de me virar sozinha e consegui manejar minha introversão em meio as novidades. Que 2015 seja gentil para todos nós e traga muitas energias boas.

Feliz ano novo, polvos! \o/

Para cantar no karaoke – ou no chuveiro!

Momento Ted Mosby do dia: você sabia que a palavra karaoke vem do japonês e significa “orquestra vazia”? *pausa dramática para você se surpreender com essa informação maravilhosa e esse significado profundo*

Amo música, e uma das minhas maiores frustrações nessa vida é não ser cantora-famosa/artista-de-teatro-musical, #truestory. Para a sorte dos residentes do planeta Terra, tudo o que me restou foi o chuveiro e um eventual karaoke entre amigos mesmo, preferencialmente em uma cabine particular porque eu morro de vergonha. Pode considerar este como seu dia de sorte! :D

Em Setembro o Rotaroots sugeriu que compartilhássemos nossa lista de músicas favoritas para essas ocasiões, então vamos lá. Faça o gargarejo, tome um gole de água, aperte o play e vem gritar comigo!

Bohemian Rhapsody [Queen] – Apenas a MELHOR música do universo pra juntar todos os amigos ao redor de microfones e cantar como se não houvesse amanhã. Ela é seguida por Somebody to Love, claro.

Total Eclipse of the Heart [Bonnie Tyler] – Essa obra prima, junto com Bohemian, foi e sempre será indispensável pra mim. Se não sou eu cantando, é alguma outra pessoa. O importante é estar lá, acompanhada de uma performance dramática, por favor.

SAKURA drops [Utada Hikaru] – Indispensável nos karaokes do bairro Liberdade, que costumam ter uma ótima seleção de músicas japonesas. Quase ninguém conhece, mas eu sempre cantava do mesmo jeito. :P~

Wannabe [Spice Girls] – Justificativas são completamente desnecessárias quando o assunto é Spice Girls. Próxima música!

Parte do seu Mundo [A Pequena Sereia] – Karaoke não é karaoke se não tiver pelo menos uma música Disney no repertório. Escolha sua favorita e seja maravilhosa/o cantando.

Rent [RENT] – Musicais, né! <3 Uma raridade que só encontrei em um karaoke de São Paulo, mas jamais esquecerei esse lindo dia.

Only Happy When it Rains [Gargabe] – Pra mostrar que seu coração não é feito só de Disney, Spice Girls e música cheesy dos anos 80. Tem que ter também uma dose de ruivice rebelde.

Gostou da minha seleção? Compartilha comigo também as suas músicas favoritas pra essa ocasião – é sempre bom aumentar nosso repertório. Aliás, ainda não fui ao karaoke aqui em Amsterdam… preciso ir! :D

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Blog Day 2014: indicações da blogosfera

Há alguns anos, um grupo de blogueiros estrangeiros instituiu o dia 31 de agosto como o Dia Internacional do Blog, conhecido como Blog Day. Nesta data, eles divulgavam um post com várias indicações de outros blogs que gostavam, para que seus leitores expandissem seus feeds e conhecessem conteúdos novos.

O site original não existe mais, porém esse ano o Rotaroots trouxe a tradição de volta e criou um site especial, sugerindo uma blogagem coletiva para relembrar esse hábito da era de ouro dos blogs – e eu adorei a ideia e fiz questão de participar. As indicações estão divididas em três categorias com cinco blogs em cada + uma categoria extra, de menções honrosas, totalizando 20 pessoas diferentes.

Foi super difícil fazer essa seleção. Tem vários blogs que leio constantemente e adoraria indicar também, mas não vai faltar oportunidade para isso, tenho certeza – e vocês também podem conferir no blogroll mais blogs que costumo acompanhar. Espero que vocês gostem e descubram coisas novas! ;)

Blog Day 2014 - Não saem do meu feed
5 blogs que não saem do meu feedBabee | Sernaiotto | Mulher Vitrola | Nyr Dagur | Teoria Criativa

Alguns dias eu sento na frente do computador e penso “hoje vou ler meus blogs favoritos”. Em dias assim, são essas cinco lindas que eu visito já de cara, sem nem pensar. Algumas eu já acompanho há alguns anos, e em todo esse tempo elas nunca deixaram de prender minha atenção.

Blog Day 2014 - Conheci no Rotaroots
5 blogs que conheci no RotarootsCerise n’ Pepper | MonsterBox | Pequenina Vanilla | Pode Chamar de Duds | Rani Trecha

Além de sempre sugerir memes e blogagens coletivas divertidas, o Rotaroots também me fez conhecer muita gente nova. Entre todos os blogueiros do projeto que já visitei, esses são os que mais me encantaram e que tenho voltado com frequência aos blogs para ver as postagens novas.

Blog Day 2014 - Para Sair da Rotina
5 blogs para sair da rotina: Keiko Lynn | Lady and Pups | Essie Button | Jana RosaAmo Lindezas

A Keiko tem um blog lindo e super inspirador sobre moda retrô e maquiagem, com fotos incríveis. O Lady and Pups é um blog de culinária que eu sinceramente acho que deveria ser banido da internet, de tão perfeito que é – tenho que acessar como se estivesse indo ao mercado: sem fome e preparada psicologicamente para não desejar tudo que eu vejo lá. A Estée posta sobre beleza e faz vídeos ótimos sobre o assunto, com produtos acessíveis. A Jana tem um estilo de escrita e umas histórias que eu adoro. Já a Carô faz o Amo Lindezas, um blog sobre festas que está recheado de coisas incríveis.

Blog Day 2014 - Menções Honrosas
The SupernovaBorboletando | Mamsterdam | Mais Magenta | Hello Lolla | Adrika

Não poderia encerrar sem essas cinco seis mulheres que também estão sempre no meu feed e que visito com frequência, donas de blogs com ótimo conteúdo e que merecem ser visitados. Destaque especial para a Lya, cujo blog tem meu layout favorito em todo universo, escreve de um jeito único e tem um olhar ímpar para bonitezas.

Agradecimentos

Preciso agradecer imensamente aos lindos e lindas que me indicaram no Blog Day: Sernaiotto, Babee, Pequenina Vanilla, Frescurinha, Creyssa PhynaPink Woo, Nyr DagurRani Trecha, Teoria CriativaMy Other Bag is Chanel, Coisas de Alexia, Borboletando Indiretas do Bem. Fiquei muuuuuito muito honrada em estar nas listas de vocês, especialmente em ver tanta gente legal e que admiro indicando meu pequeno blog! Ah, o MonsterBox não fez a blogagem coletiva, mas semana passada fez um apanhado de blogs que tem acompanhado e meu linkzinho estava lá. Obrigada obrigada obrigada, gente! 

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

4 Lugares que ainda quero conhecer

by Amanda Mabel - https://www.flickr.com/amandamabel

Por coincidência, o meme do Rotaroots em julho é exatamente uma das tags do meu tumblr: lugares que eu quero conhecer. Demais o tema, né?

Passei algumas horas revisitando todas as minhas vontades turísticas dentro dessa tag e selecionei os 4 lugares que mais estou com vontade de conhecer nesse momento. Já aproveitei e comecei a fazer mil planos para 2015. :}

Norway by Vicky Mar | Flickr

Escandinávia

Quer motivo melhor do que vikings e Aurora Boreal? A vontade começou há cerca de 3 anos e só aumentou depois que vários conhecidos mudaram para ou visitaram a Noruega, Suécia e Islândia – que não faz parte da região original conhecida como Escandinávia, mas é considerada ainda assim. Minha primeira lembrança de Oslo, aliás, veio do jogo Carmen Sandiego (ela sempre estava lá). A beleza dos fiordes e a paisagem tomada pela neve têm aparecido bastante nos meus sonhos e, atualmente, é um dos lugares no mundo que eu mais quero conhecer. Se eu já chorei vendo Belugas, só imagino como vai ser quando ver a aurora boreal…

by Christa Coleman

Londres

Spice Girls, The Smiths, Harry Potter, The Cure, Beatles, chá, double deckers, Nigella, Tâmisa, museus, jardins, arquitetura, doces: todos os motivos em apenas uma duas linhas. Clichê, I know, mas não vejo a hora de ir pra lá.

by Miguel Michán

Japão

A cultura japonesa prende minha atenção desde pequena, e o país está na minha lista de ‘viagens desejo’ há muitos anos. Quero muito ir durante a primavera para ver o Hanami, visitar os templos, Kioto, Osaka, Nara e Tóquio – até Fuji e Aokigahara dá vontade de conhecer. E obviamente visitar cat cafés e gastar rios de dinheiro em todas aquelas lojas maravilhosas com coisas que eu não preciso, mas quero por motivos de: são fofas e lindas and MUST. BUY. ALL OF IT! Outro bom motivo: KitKat de wasabi (e todos os outros especiais que só existem lá). =^^=

by Ricardo Phillipi

Cliffs of Moher

Minha curiosidade pela Irlanda apareceu na pré-adolescência, quando descobri o paganismo, os celtas e a combinação de uma tin whistle com um bodhrán. Mas minha vontade principal não é nem conhecer Dublin, e sim as Falésias de Moher. Na minha cabeça, estarei com um vestido medieval, tranças enormes e Carnutian Forest tocando ao fundo – sou ridícula assim mesmo! hahahah. Também pretendo cantar Galway Girl em Galway, obviamente. xD

Ainda tem muitas outras cidades pelo mundo que eu adoraria descobrir, mas no momento essas são as principais. Três lugares que eu já consegui riscar da minha lista pessoal foram AmsterdamNova York e MoscouWashington DC e Chicago não eram “lugares sonho”, mas adorei e foram viagens inesquecíveis. 

Quais são os lugares que você já conheceu e os que você ainda tem muita vontade de conhecer?

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

Créditos: cover image por Amanda Mabel

CDs da minha vida

Desde pequena, música é um dos meus maiores prazeres. O interesse nasceu através dos meus pais, que estavam sempre ouvindo seus CDs e LPs favoritos no carro ou no sound system da sala, no volume mais alto, enquanto faziam suas coisas – um hábito que eu também puxei, não consigo fazer qualquer coisas sem ter uma trilha sonora acompanhando.

A paixão é tanta que um dos meus maiores sonhos de adolescente era ser cantora – que eu obviamente não consegui, mas até hoje gosto de fingir que sei cantar! xD

Tenho muitas memórias infantis que envolvem música, e foi uma delícia buscar essas referências dos últimos 20-e-poucos anos pra fazer o post. Foi difícil escolher os principais, mas os 12 álbuns que marcaram minha vida são esses. Aperta o play e vai lendo! ;)

The Carpenters – Only Yesterday

Destaque para as músicas “Sing” e “Please Mr Postman”, que eu amava. Esse era um dos LPs que minha mãe mais ouvia, fez parte de muitos momentos da minha infância.

The Beatles – Anthology

O único CD duplo que tinha em casa e eu adorava raptar da estante do meu pai, levar pro carro (parado na garagem, hahah) e ouvir “She Loves You” o mais alto possível. Nessa coletânea também tinha a versão em alemão, que adorava tanto quanto – e me divertia tentando entender e cantar.

Michael Jackson – Thriller

Um dos LPs favoritos da minha mãe, e um dos poucos que ela guardou até hoje, mesmo sem ter mais tocador de LP. Thriller e Bad foram trilha sonora de muitas tardes de faxina em casa na minha infância.

Mariah Carey – Number 1’s

Eis um CD que riscou em praticamente todas as faixas de tanto que minha mãe e eu ouvíamos. Lá pelos meus 13 anos, roubei de vez esse CD da minha mãe e passava H O R A S trancada no quarto ouvindo inteiro, tentando cantar igual à Mariah e fazendo performances para meus bichinhos de pelúcia segurando uma escova de cabelo na mão – já dá pra imaginar o quanto a vizinhança me odiava, né? :D

Disney

Eu era aquele pirralha que ia pra Ubatuba com a família no fim de semana e ficava brincando de “ser sereia”, cantando “Parte do Seu Mundo” e balançando o cabelo dentro da água, pedindo pra mãe tirar foto. Mas eu era feliz! :P Minhas trilhas favoritas (até hoje, hahahah) eram as da Pequena Sereia, A Bela e a Fera, Aladdin, Pocahontas e Mulan. ♡

Spice Girls – Spiceworld

Capa rasgada, CD riscado e uma Paula que sempre subia na mesa de centro da sala pra dançar Spice Girls. Nunca tive o primeiro delas, Spice, então só me restava ouvir Spiceworld inúmeras vezes seguidas por dia até cansar. A febre Spice Girls era tanta que as amigas levavam o discman pra escola e passávamos o intervalo dançando as coreografias – inclusive a diretora chamou a gente pra se apresentar numa festa de final de ano! hahahah. Foi uma das primeiras bandas que instigaram um fangirling forte: eu tinha pasta de colagens, revistas, pôsteres, sabia todas as letras de cor e ainda colecionava os pirulitos e as figurinhas (alguém lembra disso?).

Backstreet Boys – Backstreet Boys

Dispensa apresentações, né? hahahah Eu era #TeamNick, aliás.

No Doubt – Tragic Kingdom

Mais um CD que roubei dos meus pais – e até hoje não sei como ele chegou em casa e se era do meu pai ou da minha mãe. A voz arranhada da Gwen Stefani também me acompanhou em muitas tardes depois do colégio, especialmente com “Don’t Speak”, “Just a Girl” e “Different People”.

Christina Aguilera – Stripped

Até hoje continua sendo meu álbum favorito dela, acho que deve ter só duas músicas que eu não gosto muito – além de ter sido o primeiro CD que eu comprei com minha mesada! Nem preciso falar nada de “Fighter” e “Can’t Hold Us Down”, né? Com certeza “CHUD” foi uma das primeiras músicas que me fizeram perceber o que é feminismo.

Evanescence – Fallen

Como toda boa adolescente revoltadinha que assistia MTV, me apaixonei por Evanescence assim que vi o clipe de “Bring Me To Life” pela primeira vez. Não posso negar que Evanescence foi uma banda importante pra mim, na fase chata dos 16/17 anos (e qual adolescência não é?) eu me identificava muito com as músicas da Amy Lee. O amor pela banda era tão grande na época que fiz parte do site oficial brasileiro e foi por lá que conheci muitos amigos que me acompanham até hoje. Foi também nessa fase que usei pela primeira vez o username @DarkDiva numa rede social, e nunca mais larguei. ♡

Epica – The Phantom Agony

Nunca vou esquecer o dia que um amigo passou uma música e falou “ouve essa banda nova que você vai gostar”. Ele acertou em cheio: há 10 anos, Epica é uma das minhas bandas favoritas, a única que eu fiz questão de ir em todos os shows no Brasil, e sem dúvidas foi decisivo para abrir meu gosto musical para outras vertentes do rock/metal. Em 2007 e 2008 eu até participei de uma banda cover, hahah. The Phantom Agony continua sendo um dos meus álbuns favoritos até hoje.

The Gathering – Home

De todos esses álbuns que escolhi, se tivesse recomendar apenas um para vocês ouvirem, é o “Home” do The Gathering. As músicas são deliciosas pra ouvir em absolutamente qualquer momento e têm uma continuidade impressionante, perfeitas pra ajudar a concentrar ou relaxar. Desde o lançamento, em 2006, está entre meus favoritos. E já falei sobre a ex-vocalista deles aqui no blog.

Achei que seria difícil encontrar 12 álbuns pra essa lista, mas me peguei pensando em quais deixaria de fora ou não. Claro que tem muitos outros que me marcaram nesses 27 anos, mas acho que essa seleção engloba bem as mudanças do meu gosto musical desde minha infância até agora.

E agora eu quero saber: quais são os seus CDs favoritos e quais desses que eu escolhi também fizeram parte da sua vida. ^^

Este post faz parte da blogagem coletiva do Rotaroots, um grupo de blogueiros saudosistas que resgata a velha e verdadeira paixão por manter seus diários virtuais. Para ler todas as blogagens coletivas do Rotaroots, clique aqui. Quer participar? Então faça parte do nosso grupo no Facebook e inscreva-se no Rotation.

5 coisas para fazer em Amsterdam

Dois Três meses em terras batavas [já estou perdendo a noção do tempo!] e continuo com a engraçada sensação de estar aqui apenas a passeio. Dizem que quatro meses longe de casa é quando você realmente percebe que não vai voltar tão cedo, então vamos ver se até lá essa vibe turista passa. :~

Enquanto isso, aproveito o tema do meme de março no Rotaroots, “5 coisas para fazer na minha cidade”, pra mostrar meus passeios favoritos em Amsterdam. Contrariando a visão popular, a cidade não é feita só de coffee shops (eufemismo para “vende-se maconha aqui”) e prostitutas – e menos ainda de moinhos. Definitivamente, os meus cincos lugares favoritos passam bem longe desse estereótipo. :}

Paula Abrahao | Vondelpark, Amsterdam

Vondelpark

Com Sol, chuva ou neve, o parque é um lugar delicioso para visitar. Flores, árvores coloridas, árvores imensas tombadas ou caídas em lagos, vegetação baixa, pessoas correndo, andando de bike, andando de mãos dadas, crianças e cachorros correndo na grama, gente praticando esportes ou fazendo piquenique… você pode ver tudo isso em qualquer estação do ano. E  ainda tem vários cafés (de verdade, com comida, chocolate quente e cafeína :P) espalhados dentro do Vondelpark pra quando bater a fome ou pra esquentar os dedos bebendo um chocolade melk met slagroom num dia frio de inverno. E no verão também rolam shows e apresentações gratuitos.

Paula Abrahao - Blue, Amsterdam

Blue Café

O Blue é um café/restaurante delicioso pra ver o pôr-do-sol tingindo os prédios antigos e tomar um cappuccino. Além da vista linda, o cardápio tem comidas muito gostosas por um preço justo (média de €7) e é o único lugar onde encontrei limonada caseira até agora (extremamente relevante pra mim! :P). Abre todos os dias – mas não se enganem pela minha foto, Amsterdam nem sempre tem um dia claro e azul desse jeito.

Paula Abrahao - Winkel 43, Amsterdam

Winkel 43

A única coisa que vocês precisam saber sobre a Winkel é: eu não sou fã de maçã quente nem de canela, e ainda assim estou aqui recomendado uma visita à um café cuja especialidade é uma torta de maçã. Sim, ela é tão perfeita, equilibrada e incrível que faz pessoas que não gostam de torta de maçã se apaixonarem. As tortas saem praticamente do forno pra mesa, chegam quentinhas, com massa crocante e uma colherada generosa de chantilly fresco. Para acompanhar, um cafézinho, smoothie de frutas do dia ou chá de hortelã fresca.

Paula Abrahao - Museumplein, Amsterdam

Museumplein

Mesmo que você não pretenda visitar um dos vários museus de Amsterdam, vale a pena passear na Museumplein (Praça dos Museus), conhecer o famoso “I Amsterdam” e admirar a arquitetura ao redor, como o Rijksmuseum (esse lindo na foto), o Van Gogh e o Stedelijk. Ah sim, vamos lá: a pronúncia desses museus de nome esquisito é “Rréiksmuseum” (com érre dobradinho no começo,  assim) e “Steideluk” (com ésse de carioca, assado).

Paula Abrahao - 9 Stratjes

De Negen (9) Straatjes

O bairro das nove ruazinhas é um exemplo perfeito do charme da cidade, com seus prédios tombados do século 17 dividindo a atenção com os canais. As nove ruas estão repletas de lojas de todos os tipos, brechós, restaurantes e cafés, um lugar ótimo pra caminhar e descobrir durante uma tarde.

O bom de uma cidade pequena é que tudo fica pertinho, então mesmo que você fique aqui só por um dia ou algumas horas entre conexões, dá pra tentar visitar os cinco locais da lista. Fiz um mapa para vocês terem uma noção melhor da localização, dá pra sair da estação Amsterdam Centraal e ir descendo até chegar no Vondelpark.

Você já visitou Amsterdam? Conta pra mim nos comentários quais são os seus lugares favoritos. Aproveita também pra entrar no Rotaroots e participar do meme, contando quais são os 5 lugares mais bacanas para visitar na sua cidade. :}

De onde eu blogo?

O meme da vez no Rotaroots é “De onde você bloga?”, então vim aqui mostrar meus cantinhos favoritos da casa onde me dedico ao blog. Desde que mudamos para o apartamento novo, ainda não encontrei o meu canto. Tenho intercalado entre a sala e o escritório, mas nenhum deles têm exatamente minha cara.

Gosto da sala por ser bem iluminada e ter uma mesa imensa onde posso espalhar o macbook, caderninhos, canetas e tudo o que me inspira no momento. Além da vista ser bonita, é onde os gatinhos gostam de ficar – então eu não fico sozinha. ♡

Rotaroots-DeOndeBlogo1
Rotaroots-DeOndeBlogo2

O escritório é menorzinho, mas até que tem seu charme e sua privacidade, que é muito pertinente em algumas situações. Só que divido o escritório com o marido e a mesa que está lá não fomos nós que escolhemos; ela é do dono do nosso apartamento, assim como 99% dos móveis da casa. Classificando de 0 a 10, o tanto que eu detesto essa mesa é 12.

Então já dá pra imaginar o caos que é sentar em um lugar compartilhado que não tem a nossa cara, né? Estamos estudando a melhor forma de deixar o cômodo mais aconchegante sem estragar os móveis do proprietário do apartamento, então quem sabe em breve eu trago novidades sobre isso.

Rotaroots-DeOndeBlogo3
Rotaroots-DeOndeBlogo5
Rotaroots-DeOndeBlogo6

E você, de onde bloga? Conta pra mim aqui nos comentários – ou deixe o link do post no seu blog, vou adorar ler! ;}

Esse post faz parte do Rotaroots, um projeto saudosista que promove a blogagem marota e oldschool. Quer participar? Acesse o site e/ou entre no grupo do Facebook e divirta-se!