[6 on 6] Straatgrafiek

Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam

»» If you’re an English reader, scroll down or click here.

Costumo dizer que Murphy anda de mãos dadas comigo. Obviamente, assim que escolhemos o tema “arte de rua” para o Projeto 6 on 6 desse mês, o universo conspirou contra: o lugar ícone para graffiti e street art em Amsterdam entrou em processo de gentrificação – com direito a protesto, polícia e todas as tretas que essas coisas pedem.

Mas tudo bem, isso só me deixou com ainda mais vontade de registrar uma última vez esse pedacinho (já não tão) colorido da cidade. Recomendo dar uma olhada no post que fiz sobre a Spuistraat ano passado para comparar a mudança, e também a leitura desse artigo (em inglês) para entender um pouco a história por trás dos krakers e do que foram esses espaços que eles ocuparam e transformaram.

Até tirei fotos de outros graffitis, adesivos, lambe-lambes e intervenções que encontrei tímidas pela cidade, mas no fim acabei selecionando praticamente só fotos da Spui. Fica aqui a minha singela despedida desse quarteirão que muitas vezes deixou os meus dias cinzentos em Amsterdam mais felizes.

* Apesar de existirem os termos “straatgrafiek” e “straatkunst”, em holandês costumam usar street art mesmo. :)

Taís (Irlanda) | Sarah (Noruega) | Lolla (Inglaterra) | Alê (Ucrânia)  Rita (Portugal)

Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam Paula Abrahão | BLOG - 6 on 6: Street Art Amsterdam

//english

Once upon a time there was this colourful street in Amsterdam. Now it’s going through a gentrification process, and the buildings that once housed art galleries in the open will soon be turned into luxe flats/offices. In this month’s edition of Project 6 on 6, we bring you our views on street art around six european cities (Amsterdam, Dublin, London, Kiev, Tromsø and Lisbon). More than that, this assignment is my very personal goodbye to one of my favourite parts in the city. I’m glad I was able to photograph it a couple of times this past year, at least. If you want to know more about Spuistraat’s history, I recommend reading this article.