Palavras que não existem

Pelo menos não na língua inglesa. Adoro descobrir termos e palavras novas para sentimentos e sensações que muitas vezes achamos ser indescritíveis, e essas vieram do tumblr Dead Poets Society, fonte de ótimas citações e curiosidades linguísticas.

  • Torschlusspanik (Alemão) – o medo das oportunidades diminuírem conforme crescemos; tradução literal: “pânico de portas fechando”.
  • Wabi-sabi (Japonês) – estilo de vida focado em encontrar a beleza nas imperfeições da vida, aceitando pacíficamente o ciclo natural de ascensão.
  • Dépaysement (Francês) – a sensação de não estar em seu país de origem.
  • Hyggelig (Dinamarquês) – caseiro, intimista, um momento ou coisa agradável.
  • L’appel du vide (Francês) – o impulso de pular de lugares altos; a tradução literal é “o chamado do vazio” (call of the void).
  • Ya’aburnee (Árabe) – “você me enterra”, uma declaração na esperança de que a pessoa que você mais ama morra antes de você, para não lidar com a dor da perda e a existência sem este outro alguém.
  • Duende (Espanhol) – o poder misterioso que um trabalho artístico tem em tocar profundamente uma pessoa.
  • Koev halev (Hebraico) – uma empatia tão grande com o sofrimento de alguém que você também sofre.